.

.

.

Às vezes


Às vezes,
sonhar é a única coisa que nos faz acordar
e dessa forma, ver a nossa volta,
o que possuímos sem ter...

É tão estranho, que o que tanto buscamos
nem é o que muito precisamos...
E nada justifica, quando não valorizamos,
um mínimo do que temos...

Às vezes, é preciso outros olhos,
para enxergar nossos defeitos e mesmo sem ver,
enxergamos demais nossas qualidades.

Às vezes, falamos por falar,
mas economizamos palavras positivas.

Às vezes, é preciso uma luz em nosso caminho,
mas perdemos tempo julgando, se a luz é boa ou má.

Às vezes, precisamos apenas de um conselho,
mas ficamos na dúvida, a quem dar credibilidade.

Às vezes, sorrir é tão simples,
mas não apaga raízes da amargura...
Esquecemos o que rimos ontem, no entanto,
jamais esqueceremos uma decepção,
de tempos atrás.
Não lembramos como é correr, quando se é criança,
mas ainda sentimos as últimas lágrimas,
por alguém que amamos...

Às vezes, passamos pelo tempo lamentando a rejeição, e não percebemos as pessoas,
que nos amam incondicionalmente...

Reclamar sempre é fácil, mas às vezes,
também nos lembramos de agradecer...

Escrito: 01/05/2010 Por: Fernando do Amaral - Publicado: 08/08/2014 Google+

Leia também: