.

.

.

Triste romance.


Até te encontrar,
minha vida foi um prelúdio para seu triste romance.

Lembro que eu tentei um final feliz.
Sem cor e com todas as cores,
eu juro que te pintei como quis.

Mas você bem viu o que sobrou de nós?
Um pouco do passado,
bonito para um começo atroz.

Tanto cansei ao me moldar.
Mas se eu fosse uma arte,
nunca seria para o seu olhar.

Não caia no engano que eu volte.
Deixo-te um ponto final,
e o seu romance a tua sorte.

Quando te encontrei,
tive um bom sonho consciente.

Você me explicou como começar.
Com cautela e como bom moço,
mas não era assim o seu caminhar.

Eu te apresentei meus erros?
Com confiança sem rodeios,
não eram assim tão negros.

Pouco você se ajustou.
Não era tão fácil,
viver a dois como pensou.

Quando eu deste sonho despertar.
Verei outro amanhã,
sem você para eu chamar de meu lar.

Escrito: 22/11/2013 Por: Fernando do Amaral - Publicado: 18/11/2014 Google+
Imagem: Ana Luiza - Dia do desenho

Leia também: